Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

O resumo das minhas férias de verão.

Já vou um pouco atrasada mas não quero deixar de contar como foram as minhas férias de verão.  Passaram-me à frente e quase que não dei por elas mas já há 4 anos que não tinha umas férias tão sossegadas, não houve trabalho à mistura e ao início foi estranho mas depois foi uma maravilha. A meteorologia é que não ajudou muito mas também não foi mau de todo, deu para ficar com uma corzinha saudável. Então contando as minhas férias...     Quando chegámos ao hotel (...)

Em Julho põem-se os presuntos ao sol!

Já lá vão 6 meses do ano. Não sei, o tempo ganhou pernas de chita, só pode! Não tarda estamos a abrir presentes de natal. Mas entre o início do ano e o natal há férias de Verão, sempre tão desejadas e este ano mereço tanto mas tanto! Isto não foi fácil, muita pressão, trabalho, nervos e crises deixaram-me ko e gostava muito de recuperar energias e equilibrar a mente e o corpo para que a outra metade do ano fosse espetacular! Vamos ver... A partir de amanhã e durante 8 dias (...)

Férias, come to mummy!

Começa mais uma semana e mais uns risquinhos feitos. Está quase: A minha saída da empresa e fééérias! Ai isto tem-me custado tanto. As mudanças, o esforço físico por causa do trabalho e um desgaste mental à conta do exame da faculdade de 6a feira. É a última disciplina. Depois é só a tese, só a tese. Tem que ser só a tese. Vamos lá ver o que me aguarda no trabalho para esta semana, acho que a pior parte já passou e esta semana comprometo-me em borrifar-me para a empresa, (...)

Mudança de hora

Da mudança da hora para horário de verão gosto do facto de sair do trabalho e ainda ser de dia e parecer que tenho outro dia à minha frente. Uma ilusão bem sei mas é muito mais animador.   Não acham?     Hmmm...há anos que não uso relógio de pulso...

Já posso falar do regresso às aulas?

As crianças já devem estar ansiosas para voltar às aulas, os livros novos (ou não), as matérias novas (ou não), canetas novas, lápis novos, mochila nova. Ou então não.   Eu gostava de ter coisas novas, dava uma certa motivação para o novo ano. Nunca perdi um ano. Tive sempre livros novos, naquela altura não havia partilha de livros escolares e os livros mudavam de dois em dois anos, nunca podia ficar com os livros da minha prima. E ainda bem! Não havia nada, nem há nada, (...)

Qual devia ser o maior medo dos patrões?

O tempo zen pós-férias terminou um mês depois do regresso.   Eu andei tolerante, calma, compreensiva, achava que as coisas podiam melhorar se levasse tudo menos a sério, com tranquilidade.   Esquece lá isso!   Acho que estou pior do que antes das férias. Nessa altura andei mesmo a bater mal, não tinha paciência para ninguém, chorei que nem uma perdida em algumas situações de stress, descontrolei-me mesmo, a malta deve ter pensado que eu ia de férias para a ala psiquiátrica.   (...)

Osso a osso

Não sou crítica de livros, mas se há coisa que se faz nesta blogosfera é partilhar experiências de leitura e por isso também quero partilhar as minhas.   Escolhi na minha pilha de livros por ler, Osso a Osso de Carol O'Connell.   Aos 15 anos Josh, viciado em fotografia desapareceu no bosque e vinte anos depois regressa a casa, Osso a Osso.    Passa-se  na cidade de Coventry, onde uma série de segredos vão sendo desvendados e que mesmo no final, aparentemente, a verdade é (...)