Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Passeio no Jardim Jul

Fui ao Jardim Jul. Adoro ir lá na primavera. Muitas flores. Muita cor. Ali respira-se ar puro. O ar é perfumado. Há Tranquilidade. Há Paz. Saio de lá sempre com um sorriso no rosto e um ramo de flores.   A sua história começou no ano 2012. A filha da criadora deste jardim fez a sua primeira viagem de avião. Com o coração apertadinho, a Jul pôs mãos à obra e começou a construir um jardim. Quando voltou de viagem, a filha ficou radiante com o que viu. A Jul disse" estava (...)

Então, já compraram as prendas todas?

Nos já temos quase todas. Ainda não comprei para ele. Ele ainda não comprou para mim. Isto das prendas, ou das lembranças, é muito chato, é que uma pessoa já não tem muito dinheiro e depois vê o dinheiro a ir embora, sem comprar nada para nós e que fazia falta, mas pronto,  uma pessoa tem esta tradição de dar presentes. Este ano custou-me muito. Mas enfim, não vamos ser egoístas, sejamos consumistas!    E quanto ao espírito, tem sido o blogmas o meu motivador por que de (...)

Blogmas n.º 3

 A vida é uma corrida. Então quando abraçar, beijar, acariciar, permita-se demorar.

Querem saber?

Estou de Férias! Tenho sido um bocadinho melguinha toda a semana com esta história das férias ( desculpem) mas quis apenas partilhar a minha boa disposição pelo facto de que, após um ano, vou ter direito a mais sol, mar, areia e descanso. Já desejei muito férias mas este ano preciso muito mesmo.   Mas para quem ainda não está de férias e está de fim de semana também há boa energia para vocês!       Para quem não tem nada do acima referido, que encontrem sempre boas (...)

Com o sol a bater-me nos olhos...

19.30h. Calor insuportável dentro do carro. Todos os vidros abertos e siga viagem até ao centro de comercial. O trajecto é contrário ao de casa, o sol batia-me nos olhos, aquecia-me o rosto, o vento refrescava-me. Tirei o totó que me prendia o cabelo. O vento despenteava-o, batia-me no rosto, nos olhos enquanto o sol me aquecia mais. Que sensação boa e libertadora que tive depois de um dia tão pouco simpático. São estes momentos que fazem diferença no meu dia-a-dia: sentir o (...)