Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Comecei o meu ano assim...

Isto é muito giro começar a fazer coisas diferentes do habitual quando chega o novo ano. E então eu, que sou muito boa a cumprir coisas (piada). A verdade é que apetece mesmo partilhar coisas que faço durante o dia. É o maior cliché das redes sociais, sim, eu sei mas que seja até me fartar. Por estes dias dormi o que me apeteceu, andei com energia, tentei fazer as tarefas domésticas mais importantes, fiz uma receita nova de prato e decidi por o rabo bem assente no sofá a ver (...)

3 séries na NetFlix para ver + 3

Não tenho sido espectadora assídua da amada Netflix mas desde Julho estas foram as séries que assisti:   01. La Casa de Papel - foi a loucura naquela 6ª feira. "A que horas estreia?, foi às 8h, meu deus, faltam mais de 8 horas para conseguir ver. E depois eram videos e comentários de quem estava a ver. Socorro!! Bom, foi a maratona de fim de semana. Ao ínicio estava a cheirar-me a mais do mesmo e a desiludir-me mas a reviravolta deu-se e fiquei presa. Não gostei do final, fiquei (...)

Go(od) Girls - série Netflix

Foi uma óptima surpresa quando cliquei ok no telecomando. Não estava nada à espera que a série fosse tão boa. É divertida e puxa para caraças! É daquelas que tens que te obrigar a voltar à vida real e tirares o rabo do sofá. Quando acontece algo que parece ter resolvido a situação, esquece, vai haver uma peripécia qualquer para envolver na bola de neve.  Está na Netflix, felizmente não demorou muito a aparecer a 2a temporada (tive sorte).  Está lá tudo. As típicas (...)

Ansiedade, dá-me liberdade!

Têm sido meses exaustivos. Muito stress, muita pressão, muitas chatices, muitos aborrecimentos, noites mal dormidas e a cabeça sempre a mil "Tenho que fazer isto, fazer aquilo e ainda mais isto". Depois não consigo, estou demasiado cansada e desconcentrada para o fazer. E não faço. Fico desmotivada e entro num ciclo de auto sabotagem. Resultado, voltei às crises de ansiedade e de pânico diárias. Um medo terrivel de sair de casa, faltei ao trabalho porque me sentia incapaz de (...)

O essencial é termos uma mente saudável.

Hoje é como se fosse sábado. Eu e o J. tirámos o dia de férias e mais logo vamos ver André Rieu ao Altice Arena.  Acordei à hora do costume e depois do pequeno almoço liguei-me à Netflix. Escolhi o documentário Heal, sobre o poder da mente, dos métodos alternativos para combatermos medos, raiva, ódio, conflitos, crenças e doenças.      Já estava na minha lista desde que me deparei com ele mas hoje foi o dia e porquê? Porque ontem à noite tive uma crise de ansiedade (...)

Lady Gaga, tão frágil como eu...

Ontem à noite, depois de ter dado mais um avanço na apresentação (eu podia fazer aquilo muito simples mas adoro fazer powerpoint e gosto que fique com bom aspecto. Não deve valer de muito se depois me engasgar toda.), apeteceu-me ver qualquer coisa na netflix e escolhi o documentário da Lady Gaga.   As minhas expectativas Há uns bons anos atrás vi sobre a Shakira, era mais um documentário biográfico, e julguei que o da Gaga seria o mesmo género. Estava à espera de uma (...)

Diário da gratidão - dia 5

Agradeço ter tido um dia calmo, começar com Pilates, apanhar solinho bom, fazer tarefas domésticas, conseguir dar um adiantamento à apresentação de um trabalho e ainda conseguir estar quieta a ver Marie Kondo.

Não é que me tivessem pedido a opinião - Maratona no sofá

Estar de férias tem destas coisas. Deitar tarde, dormir até tarde. Escarrapachar no sofá, ver filmes. Tenho sido preguiçosa na parte das leituras confesso. Entre situações para fazer na rua e em casa, tem sido este o meu programa.   Todos os Rapazes que Amei - a história de uma moça que escreveu cartas de amor aos rapazes por quem se apaixonou, até que essas cartas foram parar às mãos de cada um e era só a mãozinha que era precisa. Também eu fui uma Lara Jean mas não tive (...)

Não é que me tivessem pedido a opinião - Roma

Andava a ver este filme por aí mas não li nada sobre ele por isso fui à descoberta.    Um filme a preto e branco mas claro está, com uma qualidade muito superior aos filmes antigos. Muita pausa e silêncio e nos primeiros minutos achei que não tardava estava a mudar para outro filme. Pois, enganei-me. É um filme que prende a atenção, com muitos sinais e mensagens encobertas. Mostra o México nos anos 70, as desigualdades, as dificuldades, o crime, misturando comédia com tristeza (...)

Um bom programa para o fim de semana.

Desde que o Halloween foi aparecendo cá no nosso país fui criando o hábito de transformar uma abóbora em algo assustador (ou não). A minha mãe achava piada e lá enfeitávamos uma abóbora no dia 31 de outubro. Quando eu e o J. arranjámos a nossa casinha decidi que tinha que fazer mais qualquer coisa e assim foi.   Na passada noite das bruxas preparei a casa: aranhas, velas, abóbora de plástico com doces e tinha uma surpresa sexy para o J. Tal como teve no ano passado. (Mas (...)