Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Um caso perdido teria sucesso?

10.11.18, a tótó
Olho para baixo, subo o murete, olho em frente, respiro fundo pela última vez e inclino-me. Sei que não há nenhum colchão lá em baixo, não há ninguém a aparar-me a queda. Só o chão rijo com pedras brancas, prontas a receber uma nódoa vermelha a percorrer os intervalos entre elas. Os gritos, as sirenes, um choro que perdura durante anos, uma angústia que aperta todos os dias no peito. O porquê, a culpa.   Viro costas à varanda.   Sou realmente um caso perdido mas tornar (...)

1 DE ABRIL

01.04.18, a tótó
Hoje dia 1 de Abril, é dia de Páscoa, dia das mentiras, dia de comemorar 2 anos de casamento, pronto, "ajuntamento". Mas é tudo verdade.   Ando a passear, estou com uma constipação terrível mas está tudo a correr bem. Adoro o Alentejo, as paisagens, o silêncio, a pacatez, a pronúncia. Se a minha conta me sorrisse com uns bons zeros à direita eu tinha que ter um pedaço de terra aqui.   Juntar a família toda numa mesa à sombra de um sobreiro a um domingo de Páscoa a celebrar (...)

Blogmas n. 24

24.12.17, a tótó
Véspera de natal. Eis que chegou. Já jantámos. Bacalhau, batatas e couves, arroz doce. Tradição. Já se falou de doenças, dores, mortes, religião, coisas do antigamente. A minha sogra aprendeu a escrever SMS. Está em delírio. Tivemos que a chamar para a mesa. Está quase na hora de abrir as prendas. Este é o primeiro ano em que não há crianças, é super estranho.   Espero que estejam a ter um natal feliz, em paz e tenham chazinho, água das pedras ou gurosan por perto.