Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Pendências

14.08.19, a tótó

Tomei consciência das várias actividades pendentes que tenho nas diferentes áreas da minha vida.

Aquela que neste momento acho mais importante é a tese. Descuidei-me tanto com ela, já nem sei sequer se a minha orientadora me aceita de volta. Por variadíissimas vezes, nos últimos tempos, já me passou pela cabeça deixá-la estar lá quieta.

Tudo começou com desleixo, eu tinha programado começar no verão passado, mas as distrações depois do dia de trabalho eram demasiadas. Depois meteram-se as aulas do 2º ano, trabalhos, avaliações, a disciplina do 1º ano que deixei para trás, a desmotivação no trabalho que me fez questionar vezes sem conta se deveria continuar com a profissão. Depois comecei a querer criar um negócio próprio e lançar-me sozinha. Obti bases e pensei muito naquilo mas percebi que ainda era cedo, precisava de mais experiência, de motivação e essencialmente disciplina e método.

Agora que mudei de emprego, em que tudo corre melhor e a minha motivação é outra, deveria ser o pontapé de saída para estimular essa disciplina e cumprir com os objetivos mas esta preguiça ao final do dia é tanta para me enfiar em livros académicos...

 

Este blog ainda vai sendo usado, apesar de poucas vezes, mas o outro, coitado, com tanto conteúdo para descarregar, está ali, a ganhar teias de aranha...

Ainda hoje no trabalho pensava nisto. Estive quase 4 horas seguidas de volta de um projeto e depois desse tempo pensei para mim "Se aqui eu consigo estar este tempo todo a produzir, porque não o faço em casa, com as minhas coisas?"

 

Tomei consciência também de que passo muito tempo a ver séries e no instagram, ou pela internet no geral, quando tenho um molho de livros por ler e outros por terminar. Ou roupa por passar a ferro e meias por dobrar ou a sala de desarrumação para arrumar.  às vezes pesquiso por "Como vencer a preguiça? Como ser mais produtivo?" mas não me dizem nada. Escrever é bonito e ler ajuda mas enquanto não saltar do banco, esquece, não há como vencer o quer que seja! E ficar com as ações no pensamento cansa.

Gostava de ir a pé para o trabalho mas não consigo levantar meia hora mais cedo. Gostava de ter um negócio em paralelo para ganhar uns trocos extras mas não me consigo decidir por que tipo. Gostava de levar a minha tese a um livro mas mal comecei. Gostava de ter uma casa nossa mas nem sequer ainda a desenhei, nem fiz estimativas de custos. Gostava de ter um filho mas acho que a tese devia estar primeiro para não ficar pendente, mas depois penso que a idade não perdoa e não se devia meter uma resma de folhas à frente de uma vida. Enfim, uma série de pendências que julgo que sejam a causa dos disturbios do meu sono. Sonhos com muita confusão, chatices, conflitos...

Julgo que seja a forma do meu organismo me dizer que para desembrulhar o cérebro é preciso meter mãos à obra. 

 

sono.jpg

 

15 comentários

Comentar post