Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Ó tempo, volta para trás?

16.02.18, a tótó

Por vezes temos tesouros debaixo do nosso nariz e nem os vemos.

 

É tão certo.

 

Hoje descobri debaixo de um tapete em vinil, de uma casa com muitos anos, jornais de 1969 a 1985. Custavam um 1$00. Eram o dobro do tamanho dos jornais de hoje. Foi tão curioso. Ficámos deliciados quando descobrimos as folhas de papel. Que surpresa. Pareciamos crianças a ver aquela descoberta. A olhar os pormenores. As noticias. Aquelas folhas mantiveram-se intactas todos estes anos, debaixo daquele pavimento. Como se faziam as coisas para durar antigamente.

 

Hoje não, hoje faz-se para durar o menos possivel para sermos levado a comprar outro e outro e mais outro.  O mundo evoluiu. Só não sei se não terá sido para pior.

 

 

bd1

bd2.jpg

 

 

jornal1.jpg

 

jornal2.jpg

 

jornal3.jpg

 

 

jornal4.jpg

 

jornal4.jpg

 

jpornal5.jpg

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post