Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

O meu herói do 25 de abril.

25.04.20, a tótó

Estavas em Angola, na guerra do ultramar, eras radiotelegrafista. Uma função de peso, de muita responsabilidade e claro, se te descobrissem eras o primeiro alvo a abater. As injeções que te davam para não dormires e não teres medo faziam efeito e por muito tempo deves ter pensado que tudo ia ficar bem.

Soubeste muita coisa e nunca nos contaste. Guardaste para ti tudo o que se passava no mato, na metrópole. Viveste muito, sofreste muito, antes e depois da guerra e foi a guerra que te fez ficar assim, com uma depressão crónica, com suores, com pesadelos, com intolerância, com dias maus e noites muito más.

A guerra não valeu de nada, para ninguém. Nunca vale. Para ti, fez-te um homem muito diferente do que eras antes e é por isso que a liberdade para ti tem um significado muito diferente do que tem para mim mas mesmo assim, graças ao dia de hoje, 25 de Abril, pudeste vir mais cedo de lá, para os braços da tua amada e da tua família. Contudo, nunca mais foste livre.

A guerra ficou presa dentro de ti.

 

 

Hoje a homenagem é para ti. Pai. 

IMG_20200425_215828.jpg

 

 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2