Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Fiz um workshop online de Nomadismo Digital.

01.04.19, a tótó

Este fim de semana fiz um workshop para descodificar competências, dado pela Krystel Leal, criadora do Nomadismo digital . 

A ideia é podermos ter o nosso negócio de forma remota mas antes trabalhar o nosso "eu" para descobrir, ou para quem já sabe mais ou menos o que pretende, e conseguir atingir o objetivo de forma sustentável financeiramente, sem pôr os pés pelas mãos. Foi facultado um caderno de exercicios para executar e que já comecei. Descobri que os meus interesses são na maior parte virados para outras áreas, diferentes da minha formação (e isso é assustador), também tomei consciência de que não tenho as caraterísticas certas (neste caso as qualidades necessárias) para tomar conta de um negócio próprio mas, isso não me impede se eu quiser trabalhar nesse sentido, certo?

 

Não faço ideia o que vou concluir no final do exercício ou se vou repeti-lo  mas há algum tempo que gostava de trabalhar a partir de casa, poder ter os meus horários e, mais do que isso, ter a concretização da criação de algo meu.

Há muita gente que diz "  Não há nada como ser empregado" e também concordo, fazemos o nosso trabalho, recebemos o ordenado, se a empresa for boa vamos progredindo e aumentando o ordenado, tiramos férias, vamos para casa descansadinhos. Não acontece comigo, preocupo-me demasiado com o trabalho e questiono-me: "não seria melhor preocupar-me com o meu trabalho?" 

 

Na verdade, na escola primária, copiava desenhos, pintava e vendia por 1 escudo. Já fiz bolos, crochê e tricô para venda e vendi produtos cosméticos na época do desemprego e acho que aí consigo perceber um bichinho pelo negócio dentro de mim. O pior são as minhas carateristicas predominantes. Desistir facilmente devido a contrariedades, insegurança, falta de confiança, preguiçosa, falta de foco e fé, pouco disciplinada. Quem me conhece ou tu que leste a última frase devem pensar que me está a dar qualquer coisa má, que não devo estar boa da cabeça, por pensar que posso criar algo meu, assim, com tão pouco a meu favor. 

 

Como diz Jen Sincero no seu livro Tu és uma durona" (que já terminei de ler): "vamos ver se te safas desta!"

 

Office. jpg

 

 

E não, não é mentira, esta Toto anda a pensar em alternativas. 

17 comentários

Comentar post