Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Estou no Algarve mas a minha mente é mais ondas da praia do norte da Nazaré.

O sol está a subir no céu limpo e uma cor alaranjada inunde o quarto. De um lado vejo o nascer do sol, do outro vejo o mar calmo, quase sem ondas num tom azul escuro. Os tons de parede deste quarto fazem mais sentido agora.

Acordei faz um pouco mais de uma hora. Tudo tão calmo. A avenida sem movimento de um lado. Do outro uma movimentação feliz nos céus entre andorinhas e gaivotas e um ressonar vindo de outro quarto.

Agora a cidade está a começar a transformar-se, já se ouvem as máquinas a limpar a avenida, os carros em movimento, os aviões a dar inicio às suas viagens e o elevador do prédio a entrar ao serviço.

 

Uma semana de férias está a chegar ao fim, passa tão rápido,  e a minha cabeça está tão em movimento...não tenho conseguido descontrair. Aquela coisa de olhar para o mar, nada! nadar naquela água polar que me deixa completamente dormente, e que nada faz a esta mente turbulenta, que não descansa, nada! já tive uma crise de ansiedade...ao que parece o meu corpo e a minha mente não gostam de descontração, querem é movimento!

 

 

qual esparrapachar numa toalha na praia, qual mergulhar em águas gélidas do Algarve, qual tempo de espera para servir um prato de peixe, qual tempo para dormir sestas ou dormir até mais tarde. 

 

Qual  quê, esta cabecinha antes das 6h estava acordada para a vida! , a pensar nas notas, no exame que falta fazer, que ainda não pegou no estudo, nas notas finais que vão demorando a sair, no trabalho que não tarda está de volta, na entrevista de emprego que não tive resposta, no rumo que eu devia ter ou não , nos anúncios que devia responder ou não e naquelas unhas super bicudas que me revoltaram o estômago vazio na fila da máquina do café, ao pequeno almoço e que provavelmente vou voltar a ver daqui a pouco. 

 

Desejei tanto estas férias mas nunca me passou pela cabeça que relaxar depois de um ano tão difícil e tão enérgico fosse algo tão complicado. Pensei que estar longe e desligada do trabalho fosse algo reparador mas desligada é coisa que não estou. 

 

Agora tenho outra semana para conseguir alinhar e organizar os meus pensamentos. Não sei se vou conseguir. Vamos ver se com mais água gelada e sol e vento nas trombas consigo finalmente usar o bom nome dado: Férias! 

Blogs Portugal

Wook

apoio-escolar-pnl-billboard

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D