Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Desafio 30 dias minimalista - Dia 5 - Prioridades

 

 

 

dia5.jpg

 

Estou atrasada, mas o dia de ontem foi especial e foi muito bom, encheu-me a alma e confortou-me o coração. Mas não deixei de pensar nas prioridades que me comprometi a estabelecer aqui.

 

No semestre passado tive uma disciplina que envolvia a parte de gestão, empreendorismo, normas, etc. Era dada por dois professores. As aulas da professora eram uma tremenda seca, não só pela matéria mas também pela forma como dava a aula. O professor era um óptimo orador e coach. Fazia-nos muitas perguntas e fazia-me pensar imenso e a duvidar imenso. A missão, visão, objetivos e estratégias de uma empresa também se adequa a nós próprios mas claro há que introduzir prioridades, não podemos fazer tudo, não podemos atender a todos.  

 

Coincidência ou não, durante a manhã, numa reunião, conheci uma senhora que me disse ter 3 licenciaturas, 1 mestrado e 1 doutoramento em Oxford, mas era uma pessoa super simples, com um carácter super humano e um olhar focado e penetrante, uma pessoa que adora o seu trabalho e mesmo com 12 horas ou mais de trabalho diário em cima do corpo e sem folgas e com problemas oncológicos tem um astral super positivo, parece ser uma pessoa super feliz.

 

Esta mulher passou-me imensa energia positiva e o meu dia foi maravilhoso. 

 

Então pensei nas minhas prioridades.

 

 

Sem egocentrismos, Eu sou uma prioridade. Passo todos os dias comigo mesma e no fundo nunca penso em mim, penso que tenho istio e aquilo para fazer, no que deveria fazer, pensar, ou o que não devia ter feito. Penso no passado e no futuro. Tento decifrar o comportamento e personalidade dos outros mas não penso seriamente no que sou, nas minhas capacidades, nas minhas qualidades e defeitos. Não me avalio e estou aqui e vivo como se fosse fosse algo automatico. Por isso preciso de parar, concentrar-me, olhar para dentro, para mim e descobrir realmente quem vive dentro deste corpo, estar atenta e cuidar bem dele, seja a nive fisico como mental.

 

A família. Esta semana visitei idosos e olhei para eles com carinho e tristeza ao mesmo tempo, chorei mesmo. Penso nos meus pais, principalmente a minha mãe que imagino um dia muito tortinha por causa dos problemas de ossos... Tantos anos passaram, a marca que deixaram na vida e agora estão ali, fora da sua casa, longe de quem cuidaram.

Na minha familia,como em todas, umas mais outras menos, sempre houve problemas, zangas e nunca tinha assistido a uma crise tão grande mas há um núcleo que se mantém unido desde sempre e que me faz feliz, por isso é dele que me devo ocupar e preocupar em primeiro lugar. E claro, a este clã junta-se agora a minha própria familia, que eu e o J estamos a dar início. (Não, ainda não temos rebentos ou sementes!mas continua a ser muito giro pensar nisso).

 

A realização profissional. Quem me vai lendo sabe que não admiro o emprego que tenho. O mau ambiente, a forma de se trabalhar, o pingue pongue que vão fazendo comigo, os clientes péssimos a acharem que tenho uma varinha mágica nas mãos. Enfim, uma série de situações que me levam a duvidar a profissão que tenho e o caminho que lhe devo dar. Mas o mestrado e a vontade de fazer algo importante, de deixar uma marca honestamente é uma vozinha aqui dentro de mim. Será isto possivel?

 

 

 

Blogs Portugal

Wook

apoio-escolar-pnl-billboard

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D