Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Um pequeno desabafo em estado de calamidade.

04.05.20, a tótó

Passar a estado de calamidade não me dá alento nem alívio. Antes pelo contrário, provoca-me a mesma ansiedade que tive quando tudo isto começou, ou até mais. Não me sinto segura em saber que agora já podemos estar menos confinados em casa. Não me sinto segura em sair. Se dantes toda eu era um atropelo a fazer compras, ir à farmácia ou o que fosse, agora nem quero imaginar.

Nós sabemos como são as "pessoas". Até gostava de ser como elas. Otimistas e com tomates para enfrentar qualquer bicho. Mas provavelmente vão exagerar, não vão saber comportar-se e usar corretamente as proteções individuais. Se calhar nem as Já estou mesmo a ver deixarmos de ser o país exemplo de um momento para outro.

Sei perfeitamente que esta mudança se trata da muita pressão das empresas que precisam de faturar, de pagar aos colaboradores, de instituições que não tem mãos a medir com a pobreza que o vírus trouxe, de uma segurança social que deve estar a rebentar pelas costuras e portanto, todo um estado a precisar de  dinheiro. Mas continuo a achar que é muito cedo. E tenho medo.

Ainda não sei o que a minha entidade patronal vai querer fazer. Muito provavelmente devo estar a voltar ao escritório em breve. E que agonia. Isto pode soar a ingratidão nestes dias mas este tempo todo a trabalhar a partir de casa, fez-me perceber que estou fartinha da minha profissão e de ter a mesma espécie de indivíduo a chefiar-me. Neste tempo de trabalho à distância, conseguimos entender melhor as pessoas e no meu caso, não foi para melhor.

Mas como nenhum desabafo muda o quer que seja, só quero que sejam todos conscientes de que isto não é o fim. A quem vai recomeçar as suas atividades profissionais muita força, muito cuidado. A quem vai sair de casa só porque sim, tenham cuidado e não façam asneiras. 

A todos, muita saúde! 

 

Pág. 2/2