Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Um passado tão recente diz-nos como fazer dieta.

11.06.19, a tótó

No sábado, cheguei à sala e o j. mudou para o filme Salsicha Party. Pensei obviamente em orgias de salsichas em modo animado. "J. e os seus modos subtis de me saltar para cima. Deixa cá ver onde isto vai dar." eu estava no primeiro dia do período, não estava com gana. 

Bem, vi decapitação de salsichas, frutas e vegetais, cenouras bebés a pedir misericórdia, chips a morrerem derretidas em queijo no microondas, 1 taco lésbica, e no final uma mega party de sexo. Imaginem tudo o que é produto de supermercado a ter sexo...

O filme é estranho mas é muito curioso também. Ficamos com aquele pensamento de que os produtos também têm vida, principalmente os vegetais, frutas, que são também seres vivos. Fez-me pensar nos vegetarianos/veganos que optam por extinguir da sua alimentação produtos de origem animal por causa da morte destes. E só falo nesta perspectiva, pois se um dia me tornasse vegetariana seria na perspectiva de poder ter a minha própria horta e pomar, e preservar o meu organismo.

Não se come carne nem peixe mas os vegetais, legumes, leguminosas e frutas também são seres vivos. Não tem um cérebro e não interagem como as vacas, galinhas e porcos mas não deixam de ser seres vivos. 

 

Escrevi até aqui enquanto aguardava pela minha vez no médico, escrevo agora o resto já depois da consulta. 

 

O médico acha-me magra (eu não acho,acho que estou normal, tenho 55 kg) e insistiu naquilo ao ponto de me dizer como é que devo comer. 

 

Portanto, devo acabar com os cereais, as barritas de cereais e grelhados. Sim, ele disse-me que um bife do tamanho da palma da mão, mesmo grelhado, tem o mesmo número de calorias do que um prato cheio de feijoada, mesmo com enchidos.

Continuando.. E ao pequeno almoço devo comer pão e ao lanche da manhã, pão também! 

"E isso não é muito pão?" perguntei eu. 

Ele diz que o pão caseiro é alimento de absorção lenta, ou seja, ao longo do dia este pão vai ajudar-me a não sentir cansaço e a manter a energia.

Ao pequeno almoço devo comer pão, queijo, fiambre, sumo natural, ovos, como se estivesse diante de um pequeno almoço de hotel.

Ao almoço, sopa, tubérculos, vegetais, hidratos de carbono, carne ou peixe. 

Ao lanche da tarde, peças de fruta. 

Ao jantar sopa novamente e o que me apetecer comer. 

E NO SUGAR! Evitar ao máximo açúcares que não sejam naturais. 

 

Não sou de comer muito mas tenho uma grande tendência para doces, e ultimamente sei que não tenho comido em condições. Poucos vegetais, legumes e leguminosas, mais carne do que peixe, passo algum tempo sem comer ou só com uma barrita de cereais. Não costumo chegar a 1litro de água por dia.

Talvez seja a minha alimentação uma das causa desta ansiedade, de descansar mal e de isso me entregar à procrastinação e negatividade.

 

E esta dieta que ele me "passou" é simplesmente a forma de comer dos meus pais, tios, avós. Tão simples e tão saudável. 

 

Vivemos diante da simplicidade das coisas mas em algum momento decidimos complicar tudo. 

 

IMG_20190610_223653.jpg

 

Bom início de semana e comam bem 😉

O poder e o dinheiro são desinteressantes.

09.06.19, a tótó

E já vai uma semana passada. 5 risquinhos feitos, daqueles como se vê nos filmes em que metem prisão.

Foi uma semana exigente a nível físico, minhas ricas perninhas, braços, costas, costelas, tudo me doía mas a massagem happy ending ajudou imenso! 

 

Nos primeiros dias quis mostrar que continuava a trabalhar ali, como se nada tivesse mudado. Com o passar da semana, com algumas chamadas de atenção, fui-me apercebendo que tinha um rótulo na cabeça, e portanto, podia perfeitamente abrandar e só de vez em quando mostrar interesse naquilo. 

Aquele pensamento "se calhar vou arrepender-me" desvaneceu por completo com certas atitudes e alguns desabafos. Percebi que houve e haverá mais seguidores. Senti que nascemos todos com bons princípios e humanidade mas a vida e as pessoas moldam-nos, transformam-nos, depois cada um faz a sua escolha, fica com eles ou estes viram folha de papel: rasga e deita fora. E cada vez mais acredito na comunicação e falo mesmo por mim que muitas vezes tiro as minhas conclusões sem saber a outra parte. Espalhar uma situação apenas com conclusões mal tiradas é muito mau, mas enfim, o grande é sempre maior que o pequeno.

 

Um grande senhor cá da terra dizia: o poder e o dinheiro são fascinantes e preciosos, mas quando se deixa de saber usá-los, as pessoas deixam também de ter qualquer interesse!

 

O realizar de um sonho numa empresa não vem apenas de 1 ou 2 pessoas, vem de todas as pessoas que se esforçam, cada uma à sua maneira, e independentemente da personalidade de cada um, para que o sonho se torne realidade.

 

Infelizmente, o poder e o dinheiro estraga muita gente.

 

IMG_20190608_115312.jpg

E amanhã é feriado! 

Junho, mês dos detalhes.

01.06.19, a tótó

Este é o primeiro divórcio cínico de uma empresa por onde passo. No inicio, para me ajudar na decisão de despedimento, mentalizei-me que não me aconteceria nada de mal, não haveria consequências, nem jogos, nem rasteiras. Eu seria profissional, eles também e neste tempo assumido por lei, tudo iria funcionar normalmente. Já tinha sido assim antes e aqui, onde estive mais tempo, seria igual.

Funcionou. Nos primeiros três dias.

Fui assistindo a muitas cenas deprimentes ao longo deste tempo todo lá, por isso, sei, muito conscientemente, que haverão muitos mais acontecimentos, para que eu saia com o rótulo de besta.

Liderança, respeito e integridade existem em empresas, mas só em algumas, por isso este mês terei com certeza várias anotações para partilhar convosco, tentando que haja um certo sentido de humor, claro! 

Um tema bastante interessante para o dia da criança, pois em criança queria ser adulta.

Bem a minha mãe tentava dissuadir-me desse desejo, pois foi o pior que há tive. 

 

Diadacrianca

 

Pág. 3/3