Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Não é que me tivessem pedido a opinião - Maratona no sofá

28.12.18, a tótó

Estar de férias tem destas coisas. Deitar tarde, dormir até tarde. Escarrapachar no sofá, ver filmes. Tenho sido preguiçosa na parte das leituras confesso. Entre situações para fazer na rua e em casa, tem sido este o meu programa.

 

todos os rapzes que amei.jpg

Todos os Rapazes que Amei - a história de uma moça que escreveu cartas de amor aos rapazes por quem se apaixonou, até que essas cartas foram parar às mãos de cada um e era só a mãozinha que era precisa.

Também eu fui uma Lara Jean mas não tive uma mãozinha, por isso os três rapazes por quem tive uma paixoneta na adolescência nunca fizeram parte de uma história com final feliz.

 

 

Agarra-te à vida, não ao cabelo_.jpg

 

Agarra-te à vida, não ao cabelo - A mãe dela tinha uma obcessão por estarem sempre impecáveis e cabelo Afro era coisa que não podia existir lá em casa. Após uma desilusão amorosa, num momento de desespero, uma mudança radical aconteceu. Foi o início para uma autodescoberta e uma mudança de atitude, de valorização.

Tive muitos complexos com o meu cabelo. Era diferente das outras miúdas e a minha mãe não sabia ajudar-me a contornar a situação. Perdi a minha juba. Fiquei com os caracóis mas o meu cabelo continua a ser um rebelde. Na vida adulta, um cabelo despenteado é um sinal de desmazelo. Mas o cabelo não é o que nos define.

 

 

as cinquentas sombras mais negras.jpg

 

As cinquentas sombras mais negras - Ela terminou tudo com ele e refez a sua vida, tornando-se, temporariamente, na chefe de uma editora mas Mr. Grey é persistente e ela não consegue resistir, apesar das muitas dúvidas.

Tanto alarido, mas uma questão de marketing muito bem conseguida. Tal como o primeiro filme não achei nada de especial, isto merecia sexo à bruta, ordinarices, mas pronto, não é esse o objectivo, isso é para os filmes porno. Gostei da cena das bolas chinesas, até porque ajuda a fortalecer os músculos pélvicos mas um vibrador à distância também era uma boa ideia. Cá para mim, o próximo filme, deve ter o nome de Cinquenta Sombras Brancas.

 

A minha lista de objetivos para 2019

28.12.18, a tótó

Nunca tinha traçado objectivos para o novo ano, afinal é só a continuação da nossa vida, mas decidi que o próximo ano tem que entrar com algumas modificações, pois olhei para o ano de 2018 e senti que me limitei a sobreviver. A questão profissional foi a que mais me mandou abaixo, duas entrevistas e muitas situações de brandar aos céus. Mais para o fim do ano notei que sou bastante competente até e que só me falta a concentração necessária para ser melhor, mesmo que ali ninguém mereça isso mas que importa isso? A única pessoa que merece algo sou eu própria! O J. também "sofreu" um bocadinho comigo por causa do trabalho, das minhas crises mas é um homem com tanta paciência que tudo se superou.

 

Ter um objectivo e desafiar-me a fazer algo diferente todos os dias é um passo para alinhar as energias, afastar negatividade e crises, sentir mais confiança, mais auto estima e levar-me para fora da minha zona de conforto, onde sou, definitivamente, mais feliz!

 

Não sou de planos porque nunca correm como era suposto mas o problema disso é não ter um plano B ou C, por isso, alinhei no desafio da mulher que ama livros e preparei os objetivos para 2019. 

 

2019.jpg

 

Dividi por tópicos: Pessoal, Família, Financeiro e Profissional. 

 

No tópico Pessoal introduzi saúde, faculdade, visual e tempos livres/lazer. Alguns exemplos:

 

  • Saúde: não terminei o ano sem  passar pela dentista e quero continuar a ir uma vez por mês tratar da dentadura até ficarem praticamente todos os problemas resolvidos;

 

  • Faculdade: 2019 será o ano da tese. Muito foco, muita organização e resiliência. Passa por criar um plano de estudos de forma a que todos os dias consiga fazer algo e não deixar tudo para a última. Estou a optar por dedicar 2 a 3 horas por dia (sem aulas é mais fácil);

 

  • Visual: preciso de alterar o meu guarda roupa e tornar-me mais feminina. Os trinta não perdoam, é tempo de mudar. Estou a ponderar também pintar o cabelo, já começo a ter muitos brancos, demasiados, sei que anda aí uma tendência de cabelos prateados mas sinceramente só me consigo imaginar assim lá para os 60 anos;

 

  • Tempos livres/Lazer: Passa pela leitura, quero ler pelo menos 2 livros por mês. Sinto que me falta vocabulário quando fiz os trabalhos da faculdade e muitas vezes quando escrevo aqui, e ler é muito importante para a tese. Gostava também de voltar ao tricô. Quanto a séries e filmes tenho lugar reservado para Guerra dos Tronos e Downtow Abbey. Passa também por uma viagem e um momento spa com o J. (se a parte financeira o permitir). e não esquecer a continuação com o Pilates/Yoga;

 

No tópico Família introduzi familiares (visitas/convivio), novos membros, vida conjugal. Também quero criar um desafio cá para casa .

 

No tópico Financeiro coloquei um desafio mensal que consiste em criar um fundo de emergência. Começo com um valor maior porque o 2º semestre do ano é terrivel para mim, por causa de férias, aniversários, IUC, revisão e inspeção de carro, natal. O valor final não é muito mas se as coisas correrem bem pode ser que consiga pôr mais uns pózinhos mágicos para uma viagem extra e uma sessão de spa a dois. Aqui fica a minha tabela:

desafiofinanceiromensal.png

 

Ao nível profissional quero criar métodos de planeamento e organização com objectivos mensais e presentear-me no final de cada mês caso consiga cumprir com o objetivo estabelecido. Quero também fazer um curso/workshop de apresentação ao público para me ajudar com a apresentação da tese. Neste tópico introduzi também o blog e instagram, onde quero ser muito mais participativa e com maior interação, tanto na edição de post como em comentários de outros bloggers. 

 

E é isto. Se no próximo ano, nesta mesma data, vier cá dizer que fiz isto tudo nem me vou reconhecer! 

Não é que me tivessem pedido a opinião - Roma

27.12.18, a tótó

Andava a ver este filme por aí mas não li nada sobre ele por isso fui à descoberta. 

 

Um filme a preto e branco mas claro está, com uma qualidade muito superior aos filmes antigos.

Muita pausa e silêncio e nos primeiros minutos achei que não tardava estava a mudar para outro filme. Pois, enganei-me. É um filme que prende a atenção, com muitos sinais e mensagens encobertas. Mostra o México nos anos 70, as desigualdades, as dificuldades, o crime, misturando comédia com tristeza e desilusões e claro, tudo para mostrar uma única coisa e da qual nunca nos devemos esquecer: que o amor está em todo o lado e é para todos.

 

roma.jpg

 

Não poderia ter melhor título Roma=Amor.

Pág. 1/3