Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Respira, respira...

Lembram-de do post Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje? (Pois, se calhar não, por isso é que vos deixo o link).

 

Bom, eu precisei daquele papel para uma candidatura a concurso público e fui admitida. Agora segue-se a prova de conhecimentos, tenho uma "catrefada" de regulamentos para estudar e a prova é já na 2ª feira. Já sei que não vou ficar porque está feito para 2 jeitosos mas há uma hipótese para os próximos 18 meses.

  

Agora não sei que peta vou pregar aos meus chefes para faltar à tarde na 2ª feira. E o chefe conhece meio mundo, não tarda vai perceber o que ando a fazer e vai começar a entalar-me. (só filmes e filmes, mas a verdade é que ele é homenzinho para isso, já vi fazer!)

 

Há uns anos concorri a um, estava desempregada, não tinha que me justificar a ninguém. Passei na prova de conhecimentos mas a avaliação psicológica foi uma treta, andava uma lástima naquela altura, tinha pouca experiência a lidar com pessoas, meti os pés pelas mãos. 

 

Agora, apesar dos meus receios, sinto que tenho mais estofo do que naquela altura, já passei por mais experiências, sofro diariamente.

 

O que eu acho dos cargos públicos? 

 

Ganho mais do que alguma vez vou ganhar onde estou agora, tenho um horário fixo e que me dá conforto para ter mais tempo livre para mim e para a familia, não tenho que me justificar, não há aquele sentido de familia que me obriga a jantares e festas partilhadas com o chefe.

 

E depois, é um salve-se quem puder, mau ambiente, blá blá blá.

 

Enfim, estou nervosa e a minha técnica de manicure está de férias o resto do mês.

 

modification.jpg