Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Para Sempre TóTó

TóTó é o nome carinhoso que ele me dá. Ar calmo e sereno versus um turbilhão interior. Serei eu assim, Para Sempre.

Já reflectiram hoje?

Uma senhora idosa está num self-service. Aproxima-se do balcão e pede um prato de sopa. Paga-o e dirige-se, com a sua bandeja, para uma mesa. Senta-se. Dá-se imediatamente conta de que não comprou pão. Levanta-se, volta ao balcão, paga e regressa em direção à mesa. Quando repara, vê, com surpresa, que um homem de raça negra se encontra, placidamente, a comer a sopa.

 

O que fariam se fossem a senhora?

 

A senhora disse "Não me deixarei roubar". Senta-se ao lado do homem, parte o pão em pedaços, mete-os dentro do prato e começa a comer apressadamente. Comem os dois, aternadamente, até que acabam. De seguida, o homem levanta-se e volta com um abundante prato de espareguete e dois garfos. Comem do prato a meias, à vez, Quando terminam, o homem levanta-se e, depois de dizer "Até logo" à senhora, começa a caminhar até à porta de saida. Esta, espantada, segue-o com o olhar.

 

O que fariam se fossem a senhora?

 

Quando a velha se levanta para gritar "Ladrão!", dá-se conta de que duas mesas à frente se encontrava uma bandeja com um prato de sopa fria. E adiante da mesa, uma cadeira com a sua carteira pendurada. Tinha-se enganado na mesa quando voltou de comprar o pão.

 

mistake.jpg

Boa noite